terça-feira, 27 de junho de 2017

Visita dos jovens do Sínodo do Vale do Itajaí


A Editora Sinodal recebeu na sexta feira, dia 16/06/2017, a visita de vários jovens do Sínodo do Vale do Itajaí, que vieram em caravana para conhecer as instalações das diversas instituições da IECLB, no Morro do Espelho, entre outras.  Na visita à Livraria e à Editora Sinodal, o Gerente de Marketing e Vendas, Eliseu Cunha, recepcionou a caravana e  falou sobre a história da Editora, seus produtos e estratégias de vendas. Conduziu o grupo para conhecer as instalações internas. O P. Robson Luís Neu, Gerente Editorial, falou sobre as publicações e os lançamentos; e o P. Yedo Brandenburg apresentou a CIL e sua importância na preservação dos escritos de Martim Lutero. A visita dos jovens nos alegrou e esperamos que outros Sínodos também enviem suas caravanas.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Entrevista com Ronaldo Rita (Livraria Ronaldo Rita ME) - Distribuidor da Editora Sinodal

Perguntas:
1. Qual
é o seu nome, nome da sua empresa, sua função, e quantos anos trabalha na empresa (ou existe sua empresa).
R. Ronaldo Rita, proprietário da Ronaldo Rita Livraria ME a 10 anos.

2. A quanto anos vocês trabalham com literatura no mercado cristão e quantas lojas vocês possuem?
R. 10 anos - 01 loja

3. Por que vocês escolheram trabalhar com livraria e livros?
R. Minha esposa fez teologia, tivemos que nos mudar para São Paulo. Recebi o convite para gerenciar uma livraria. Gostei.

4. Você acredita que o
brasileiro lê pouco? O que pensa sobre isso?
R. Não. O que falta é a oportunidade e o acesso as literaturas.

5. Qual a importância para vocês desta parceria na distribuição dos livros da Editora Sinodal?
R. A credibilidade da empresa no mercado e muito grande, facilita o acesso a muitas faculdades e setores de ensino.

6. Qual a expectativa de vocês para essa parceria? Quais serão suas ações de vendas?
R. Continuar praticando o trabalho com honestidade que temos feito no decorrer destes anos de parceria.

7. Quais são e onde estão localizadas as lojas para que os clientes mais próximos possam visitá-las ou entrem em contato?
R. UMESP Universidade Metodista em São Paulo.


Entrevista realizada por email.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Fateo – Faculdade de Teologia – Universidade Metodista de 23 a 25 de maio/SP

O Centro de Estudos Wesleyanos, responsável pela coordenação da Semana Wesleyana, realizou nos dias 23 e 25 de maio de 2017, na FateoFaculdade de Teologia, a 66º Semana Wesleyana, com o tema: “Reformar a nação, particularmente a Igreja.”
Com a celebração dos 500 Anos da Reforma Protestante, aproveitou-se a ocasião para refletir sobre os movimentos de Reforma – de ontem e de hoje, a eclesiologia, a missão, a presença das igrejas na sociedade contemporânea e, em especial, em terras brasileiras, e assuntos correlatos.
Temas: A conjuntura sócio-religiosa atual, Canções para reformar a nação e a igreja;  Discipulado e Missão; Regras Gerais e Espiritualidade Wesleyana, entre outros.
Participações especiais: Bispa Hideide Brito Torres e Bispo Luiz Virgílio da Rosa.
Paineis: Rui de Souza Josgrilberg; Hélerson Alves Nogueira; Martin
Lautos Barcala.
Conferências: Dra. Magali Cunha e Simei Monteiro;  Helmut Renders; Paulo Ayres Mattos;  José Carlos de Souza.

A Editora Sinodal esteve presente com exposição de farta literatura através de seu distribuidor Ronaldo Rita Livraria.


quarta-feira, 7 de junho de 2017

CONGRESSO ESTADUAL DE TEOLOGIA 2017 PUCRS – de 30/05 a 01/06



Aconteceu nos dias 30/5 a 01/6, em Porto Alegre, no teatro do prédio 40 da PUC, o Congresso Estadual de Teologia 2017, com a participação de aproximadamente 50 pessoas.
Com o tema Igrejas em reforma na modernidade, foi discutida a cultura individualista, onde o indivíduo se sobrepõe ao coletivo e, em demasiadas vezes, o coletivo se restringe a um grupo seleto que acaba por se sobrepor à sociedade como um todo. Em meio a tudo isso, a religião pode ter um papel importante como fator agregador da sociedade na busca do bem comum, a paz e a mútua solidariedade.
Os objetivos do Congresso eram gerar diálogo entre as diversas confissões religiosas para superar as divisões históricas e juntos buscar o bem comum.
O público-alvo foram os alunos e professores de Teologia do estado do Rio Grande do Sul, agentes de pastoral e catequistas.
Durante os três dias, participaram com exposição de literatura as editoras Edipuc, Paulus, Vozes e Sinodal. 

sexta-feira, 2 de junho de 2017

EDITORA SINODAL E PASTORAL POPULAR LUTERANA (PPL) ORGANIZAM O LANÇAMENTO DO LIVRO MULHERES NO MOVIMENTO DA REFORMA


Aconteceu no último dia 28 de maio, em Vila Manchina, município de Três de Maio/RS, o Encontro de Mulheres da Pastoral Popular Luterana, com a presença de mais de 600 pessoas, no centro comunitário da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Manchinha.





















Na oportunidade foi realizado o lançamento do livro: MULHERES NO MOVIMENTO DA REFORMA, com a presença de uma das autoras, a Pa. Dra. Claudete Beise Ulrich, que autografou a obra.

A Editora Sinodal se fez presente através do seu Editor, P. Robson Luís Neu, e Mateus Santos, do departamento de vendas, com uma farta banca de literaturas. O evento foi um sucesso.

A Editora Sinodal agradece a parceria com a PPL e ao P. Eloi Bruno Neuhauss pela acolhida.



terça-feira, 30 de maio de 2017

Livraria Sinodal de Passo Fundo/RS participa da 32ª Assembleia Sinodal – Sínodo Planalto Rio-Grandense



No último dia 20 de maio, aconteceu na cidade de Não-Me-Toque/RS, no salão da Comunidade Martin Luther, a 32ª Assembleia Sinodal do Sínodo Planalto Rio-Grandense. Com a presença de 200 líderes, o evento foi abrilhantado pelo palestrante oficial, o P. Marcos Bechert, secretário do Ministério com Ordenação da IECLB. O enfoque central foi o tema do ano de 2017.






sexta-feira, 12 de maio de 2017

REGIÃO NORTE E NORDESTE GANHOU NOVO DISTRIBUIDOR LUIS CARLOS MATSUMOTO E LUCIANA M. G. HUTTENLOCHER


1. Qual é o seu nome, nome da sua empresa, sua função, e quantos anos trabalha na empresa (ou existe sua empresa).
Nossos nomes são Luciana de Moraes Gamba Huttenlocher e Luis Carlos Matsumoto Huttenlocher. Organizamos a distribuição das publicações da Editora Sinodal como Micro-Empreendedor Individual, sendo esta aberta no início deste ano de 2017.

2. A quanto anos vocês trabalham com literatura no mercado cristão e quantas lojas vocês possuem?
Sempre fomos apaixonados por livros e pela leitura, e mesmo muito antes de sequer pensarmos em iniciarmos uma atividade no ramo, já possuíamos uma boa quantidade de livros cristãos. Procurávamos adquirir material relacionado ao assunto que estávamos estudando, principalmente quando éramos chamados para fazer palestras em encontros de casais, reuniões da juventude, nas aulas para escolinha dominical, nos ensinos pré-confirmatório, nas instruções de adulto. Apesar de não termos formação pelo seminário da igreja, procurávamos, dentro de nossas possibilidades, buscar conhecimento junto a títulos de editoras consagradas, e escritores reconhecidos pelo seu conhecimento. Assim não vemos nossa atividade com literatura cristã como algo recente, mas algo que veio se consolidando ao longo de nossa caminhada na igreja e esperamos que isso possa incentivar também outras pessoas a adotar o mesmo caminho.
Tanto que não possuímos uma loja física. Nosso interesse é endereçar o trabalho porta a porta. Abrimos um cadastro de pessoa jurídica como MEI – Micro-Empreendedor Individual, uma iniciativa do governo que simplifica e regulariza o trabalho autônomo com personalidade jurídica.

3. Por que vocês escolheram trabalhar com livraria e livros?
Tanto Luciana como eu somos engenheiros de formação. Trabalhamos na indústria automobilística e aeronáutica, respectivamente, por vários anos. Quando nossas filhas nasceram decidimos que Luciana se dedicaria no acompanhamento das meninas e principalmente nas atividades das servas na igreja. Em 2010, conhecemos uma organização missionária que atua na região amazônica, alcançando, assistindo (clinicamente e espiritualmente), e transformando vidas pela Palavra de Deus. Cinco anos mais tarde, nos mudamos para Belém, onde trabalhamos com a Sociedade Bíblica na distribuição de Bíblias e ações sociais. Nesses anos fomos confrontados com a realidade de um Brasil muito diferente daquele que conhecíamos morando em São Paulo: encontramos pessoas ávidas por conhecimento, mas longe de um ensino de qualidade e longe do amparo das autoridades, que pouco se preocupavam com seu bem-estar, e se lembravam da existência delas somente quando se aproximavam as eleições. Vimos poucos livros nestas comunidades, e a Bíblia - bem valioso, sendo vendida por trezentos reais, quatrocentos e cinquenta reais, por pessoas que se aproveitavam da raridade de acesso como oportunidade de extorquir ainda mais desse povo sofrido. Como já atuávamos junto a estas comunidades levando assistência de saúde com voluntários, decidimos incorporar a este trabalho a disponibilidade de literatura de qualidade; e a falta de outros meios de comunicação inclusive favorece o interesse pela leitura e oportuniza o crescimento espiritual através da leitura.

4. Você acredita que o
brasileiro lê pouco? O que pensa sobre isso?
Bem, com o advento das redes sociais, eu não posso mais defender que o brasileiro lê pouco. Acredito até que agora o brasileiro lê muito. O problema é o que o brasileiro lê quando decide ler. Se uma pequena parte do tempo que se investe lendo mídias sociais fosse investido em literatura de qualidade, essa leitura seria formadora de opinião com embasamento cristão, permitindo inclusive um posicionamento aos olhos de Cristo em polêmicas onde até o próprio povo de Deus não encontra o consenso. Encontramos na Bíblia a resposta para todos os grandes dilemas de nossa sociedade corrompida. Os livros nos ajudam a interpretar corretamente a mensagem que nosso Deus deixou para nós. Entender o que o Senhor espera de nós, - e obedecer, deve ser nossa maior prioridade e interesse. Quantos de nós sabem os resultados da última rodada do campeonato estadual de futebol ou sabem as últimas fofocas dos artistas das novelas de cabeça, mas não conseguem recitar os dez mandamentos de coração e com entendimento? Estamos dedicando nosso tempo à busca do conhecimento que Deus espera que busquemos? Não temos como forçar ninguém a ler o que é publicado pela Editora Sinodal, mas temos convicção de que podemos auxiliar no processo de tornar essa literatura mais acessível. Se formos bem-sucedidos nessa tarefa, já ficaremos muito satisfeitos.


5. Qual a importância para vocês desta parceria na distribuição dos livros da Editora Sinodal?
Percebemos em nossa caminhada pelo Norte e Nordeste, e também Centro-Oeste do Brasil que as igrejas evangélicas brasileiras, independente da denominação, tem um profundo respeito pelas publicações da igreja luterana. Mas nosso país de dimensões continentais e uma malha logística inadequada, principalmente quando tratamos de lugares distantes dos grandes centros urbanos, faz o acesso ao material de nossa igreja ser mais difícil, demorado e caro. Muitos acabam pagando de frete muito mais que o próprio custo da publicação. Isso diminui muito a procura. Seminaristas, pastores, leigos interessados no seu aprofundamento teológico constantemente referenciam as publicações da igreja luterana, seus autores, e especificamente a Editora Sinodal como uma expressão de livros com conteúdo de qualidade. Isso reforçou nosso interesse por buscar a parceria com a Editora Sinodal.


6. Qual a expectativa de vocês para essa parceria? Quais serão suas ações de vendas?
Nossa expectativa é alcançar pessoas com literatura de qualidade que de outra forma não teriam oportunidade de acessar este material. Ficamos muito felizes com a simplicidade e cordialidade da equipe da Editora Sinodal em nos atender neste processo, nos ajudando a escolher os melhores títulos para iniciar a distribuição, nos recomendando transportadora, e tudo mais que foi necessário para iniciarmos a parceria. Temos viagens agendadas ao longo do ano a estes lugares distantes na Amazônia, assim como outras partes do Brasil, e esperamos compartilhar histórias onde um livro da Editora Sinodal ajudou a transformar vidas nesse nosso país.


7. Quais são e onde estão localizadas as lojas para que os clientes mais próximos possam visitá-las ou entrem em contato?
Estamos sediados em São José dos Campos-SP, a partir de onde organizamos as ações que acontecem ao longo do ano. Ainda não desenvolvemos um canal específico de procura pois nosso propósito é ir ao encontro das pessoas – diferente do processo convencional de relacionamento livraria-leitor, onde o leitor normalmente busca a livraria para encontrar um título específico. Manteremos atualizados nosso canal pessoal nas redes sociais informando onde as iniciativas de distribuição acontecerão e assim vocês podem acompanhar e orar por este trabalho, e porque não – participar conosco. A experiência certamente será guardada para sempre na memória e no coração. Que a graça e a paz de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo esteja com todos nós. Amém!

Luis Carlos Matsumoto Huttenlocher – lc.mh@hotmail.com – 12-99681-6457
Luciana de Moraes Gamba Huttenlocher – luciana.mgh@hotmail.com – 12-99681-6458