quarta-feira, 10 de agosto de 2016

EDITORA SINODAL PARTICIPA DO 5º RETIRO DE ESTUDANTES DE TEOLOGIA DA IECLB



Entre os dias 6 e 7 de agosto e 27 e 28 de agosto será realizado o 5º Retiro de Estudantes de Teologia da IECLB (Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil). 

O 1º encontro será no CECREI em São Leopoldo/RS e o 2º encontro será na Casa São
Lourenço de Brindisi (Capuchinhos), em Porto Alegre/RS. Nesta ocasião, estarão reunidos cerca de 80 estudantes dos três centros de formação conveniados com a IECLB. 

Consideramos uma bela oportunidade para os e as estudantes terem acesso à literatura oferecida pela Editora Sinodal que sempre apoia este importante evento. 


segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Entrevista com P. Orlando e Tobias da Livraria Semear

ENTREVISTA
LIVRARIA E DISTRIBUIDORA SEMEAR LTDA
P. Orlando e Tobias




Perguntas:
1. Qual
é o seu nome, nome da sua empresa, sua função, e quantos anos trabalha na empresa (ou existe sua empresa).
R. P. Orlando Schimdt e Tobias. Nossa empresa chama-se: Livraria e Distribuidora Semear Ltda, atuamos como distribuidora desde 2009.

2. A quanto anos vocês trabalham com literatura no mercado cristão e quantas lojas vocês possuem?
R. São 7 anos, possuímos uma distribuidora com escritório e estoque, sem ponto comercial.

3. Por que vocês escolheram trabalhar com livraria e livros?
R. Foi uma grande oportunidade que surgiu para dar continuidade a um trabalho já
existente nesse ramo.

4. Você acredita que o
brasileiro lê pouco? O que pensa sobre isso?
R. Sim, acho que a leitura de livros tem caido porque temos a famosa internet, assuntos determinados que queremos ler é só fazer uma pesquisa que já aparece várias reportagens sobre o mesmo.


5. Qual a importância para vocês desta parceria na distribuição dos livros da Editora Sinodal?
R. A principal importância é que virou nosso sustento, dependemos deste trabalho por isso é feito com muita dedicação.


6. Qual a expectativa de vocês para essa parceria?

R. Estamos cada vez mais nos profissionalizando para crescer com a Editora Sinodal, com isso, ter melhores resultados que vão refletir para ambos os lados.

7. Quais são e onde estão localizadas as lojas para que os clientes mais próximos possam visitá-las ou entrem em contato?

R.Nosso escritório se localiza em Lajeado – RS, telefone: (51) 9657-6850, Tobias e (51) 9985-0202, P. Orlando

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Entrevista com Gerold Porath, da Livraria Evangélica União Cristã de Blumenau/SC

ENTREVISTA
 LIVRARIA EVANGÉLICA UNIÃO CRISTÃ,  BLUMENAU/SC
GEROLD PORATH



1. Qual é o seu nome, o nome da sua empresa, sua função, e quantos anos trabalha na empresa (ou existe sua empresa)?

exatamente 38 anos, a diretoria da Missão Evangélica União Cristã decidiu abrir a livraria em Blumenau/SC, tendo como primeiro gerente Samuel Sobottka. Já bem antes se deu início à Editora União Cristã em São Bento do Sul/SC, com o principal objetivo de produzir folhetos evangelísticos, tornando-se “distribuidora” da Editora Sinodal logo em seguida. Pouco tempo depois, também a livraria em Blumenau passou a ser “distribuidora” da Editora Sinodal. Em 2012, a Editora União Cristã foi transferida para Blumenau, e obviamente houve a fusão das duas livrarias. Atual administração: em início de 1988, fui indicado (Gerold Porath) para a função de gerente. Após muita avaliação e oração, dei o passo de fé na convicção da vocação para o ministério da palavra impressa, que defendo até hoje, “ministério de portas abertas em horário comercial, onde recebemos e atendemos pessoas, independente de raça, credo etc., que não poucas vezes entram, como se diz na gíria, “chutando o balde” e saem agradecidos: “que bom que entrei aqui”. Temos uma colaboradora que trabalhamuitos anos, e ela é a premiada. Muitas amigas vêm desabafar e buscar orientações para seus problemas de vida. Então, eu ( Gerold) estou prestes a completar 28 anos de atuação como gerente (incluindo o administrativo e financeiro antes da fusão) em compras, vendas internas e externas (em eventos como


bancas de livros em retiros e evangelizações, congressos, inclusive na Feira do Livro de Rua em Timbó/SC desde a sua primeira edição. Ela acontece sempre no mês de junho, e estive lá poucas semanas na sua décima segunda edição, durante cinco dias – 14 horas por dia). A MEUC mantém uma diretoria comercial, que atua ativamente nas decisões e nos projetos. Editamos, longo tempo, o devocionário SURPRESAS PARA HOJE, premiado algumas vezes com o prêmio ARATÉ; Gotas de orvalho; o devocionário para adolescentes e jovens START PARA O DIA, além de mais títulos.

2. quantos anos vocês trabalham com literatura no mercado cristão e quantas lojas vocês possuem?
38 anos, a diretoria da Missão Evangélica União Cristã decidiu abrir a livraria em Blumenau/SC.

3. Por que vocês escolheram trabalhar com livraria e livros?
Para atendimento ao que chamamos de “edificação” para a vida cristã. O livro mais vendido é a Bíblia, e nos tornamos referência regional pela variedade de títulos e editoras com as quais trabalhamos.
4. Você acredita que o brasileiro lê pouco? O que pensa sobre isso?
Proporcionalmente à população brasileira, concordo que se lê pouco. Por outro lado, existem os que são leitores, e todo leitor assíduo compra lançamentos, portanto se vendem livros. Obviamente a venda poderia ser bem maior. Na minha opinião, o benefício da leitura deveria ser a bandeira das igrejas (ministros e ministras), tendo assim membros fortalecidos para o discernimento e melhor preparados no servir.

5. Qual a importância para vocês dessa parceria na distribuição dos livros da Editora Sinodal?
É importante mostrar que esses livros estão na prateleira e torná-los conhecidos aos cristãos de outras denominações que não procuram pelos livros da “Sinodal”, na grande maioria por desconhecimento de autores. E pergunto: onde e em qual das nossas igrejas se indica constantemente, ou de tempo em tempo, a leitura de livros? Os devocionários já são adquiridos por pessoas fora do contexto luterano. Recentemente ouvimos de uma pessoa de fora de nossa cidade: comprei aqui um Castelo Forte e leio todo dia, e estou gostando. O maravilhoso é saber que em muitos lares chegam os devocionários; a bênção compete a Deus dar, e a nós a orar que a palavra não volte vazia.

6. Qual a expectativa de vocês para essa parceria?
Primeiro, não tenho do que me queixar. Continuo sempre a me importar com a venda dos livros da Sinodal, não deixando faltar no estoque, inclusive indico fortemente aos estudantes de Teologia. Sei que muitos obreiros e obreiras, inclusive diretorias de nossas igrejas, acham que se “comprar na editora direto”, conseguem melhores preços. Tento fazer o possível para mudar esse pensamento.

7. Quais são e onde estão localizadas as lojas para que os clientes mais próximos possam visitá-las ou entrem em contato?
LIVRARIA EVANGÉLICA UNIÃO CRISTÃ – Rua Curt Hering, 161 – Centro – Blumenau/SC. E-mail: meucliv@terra.com.br ou comercial@uniaocrista.com.br, e pelo telefone (47) 3322-0471.



quarta-feira, 27 de abril de 2016

ENTREVISTA – LIVRARIA 100% CRISTÃO

Confira a Entrevista com o pessoal da Livraria 100% Cristão


1. Qual é o seu nome e sua função, e qual o nome da empresa onde trabalha?

Wilson Pereira Júnior – CEO do Grupo 100% Cristão

2. A quanto tempo vocês estão no mercado livreiro e quantas lojas vocês possuem?

Estamos 11 anos no mercado livreiro e temos 8 livrarias.

3. Por que vocês escolheram trabalhar com livraria e livros?
Sempre fui leitor, e vimos uma demanda no mercado local; deste momento em diante começamos a investir e observar que havia muitas oportunidades de mercado, franqueamos o negócio e começamos a expansão.

4. Você acredita que o brasileiro lê pouco? O que pensa sobre isso?

Em comparação com o mercado internacional, ainda estamos atrás de muitos países, porém dentro do mercado religioso, acredito ter uma estatística diferente do que o mercado livreiro secular, pois, após a conversão, existe um estímulo de leitura à Bíblia, e com o tempo é criado o hábito que se aprimora com a leitura complementar de livros temáticos e de estudos bíblicos.

5. Por que vocês escolheram trabalhar em parceria com os livros da Editora Sinodal?

A Editora Sinodal tem livros específicos de um segmento dentro do segmento (nicho do nicho de mercado), e havia uma demanda para os mesmos em nossas livrarias. Ao fechar a parceria, estamos atendendo a um público que muitas vezes ficava de lado; isso foi muito bom, pois trouxemos novos clientes e aumentamos a diversidade de opções nas livrarias.

6. Qual a expectativa de vocês para essa parceria?
Como falei, a expectativa é atender a um público que estava sem atendimento em nossas livrarias; essa parceria veio a somar, sem falar que abriram-se portas em seminários, onde solicitavam livros da Editora Sinodal.

7. Quais são e onde estão localizadas as lojas para que os clientes mais próximos possam visitá-las?

Relação de Empresas – Grupo 100% Cristão
Livraria Cristã de Carapicuiba Ltda
Fantasia:  Livraria 100% Cristão
Av. Rui Barbosa, 1000
Centro – Carapicuiba – SP
CEP 06311-000
Telefone: (11) 4183-1405

Livraria e Locadora 100% Cristão Ltda
Fantasia:  Livraria 100% Cristão
Rua Primitiva Vianco, 853
Centro – Osasco – SP
CEP 06010-007
Telefone: (11) 3683-5077 / 3682-7533

Wilson Pereira Júnior - Site
www.cemporcentocristao.com.br
Fantasia:  Livraria 100% Cristão
Rua Primitiva Vianco, 853 Sala 2
Centro – Osasco – SP
CEP 06010-007
Telefone: (11) 3682-7533

Livraria Cristã de Tupã Ltda
Fantasia:  Livraria 100% Cristão – Franquia
Resp.: Wilson Pereira Júnior
E-mail: loja.tupa@cemporcentocristao.com.br
Av.Tamoios, 1281
Centro – Tupã – SP
CEP 17.600-005
Telefone: (14) 3496-2454


Livraria Cristã de Taubaté Ltda
Fantasia:  Livraria 100% Cristão
Resp.: Andréa C. R. Pereira
E-mail: loja.taubate@cemporcentocristao.com.br
Rua Dr. Pedro Costa, 93
Centro – Taubaté – SP
CEP 12010-160
Telefone: (12) 3424-7022


Editora Gestão e Publicação Ltda
Fantasia:  100% Cristão Edições e Produções
Resp.: Wilson Pereira Junior / Sinval Filho
E-mail: cristao@cemporcentocristao.com.br
Rua Dona Primitiva Vianco, 847
Centro – Osasco – SP
CEP 06010-007
Telefone: (11) 3682-7533

Livraria Cristã de Jundiaí Ltda
Fantasia:  Livraria 100% Cristão – Franquia
Resp.: Carlos Wesley Santana
E-mail: loja.jundiai@cemporcentocristao.com.br
Rua Siqueira de Moraes, 648
Centro – Jundiaí – SP
CEP 13.201-803
Telefone: (11) 4087-0585

La Boutique Comércio de Artigos do Vestuário Ltda EPP
Fantasia:  Livraria 100% Cristão – Franquia 
Resp.: Ricardo Venancio Cavalcante Junior 
Rua Manoel Cavalcante Belo, 100 

Centro – Campina Grande – PB
CEP 58400-112 
Telefone: (83)  3321-2863


Odila Longo
Fantasia:  Livraria 100% Cristão – Franquia 
Resp.: Odila Longo
Rua Júlio Mesquita, 215 

Centro – Araras – SP

CEP 13600-060

quarta-feira, 9 de março de 2016

Entrevista com Eneas Alixandrino, proprietário da Livraria Alexandria em Belo Horizonte


Conversamos com Eneas Alixandrino, proprietário da Livraria Alexandria em Belo Horizonte, que falou sobre os hábitos de leitura dos brasilerios e trouxe várias sugetões de livros importantes para ministros e leigos.


Eneas Alixandrino e sua esposa Karen Alixandrino1. Qual o seu nome e em qual empresa trabalha e função? 
R. Eneas Alixandrino. Trabalho na Livraria Alexandria, no centro de Belo Horizonte (Av. Augusto de Lima, 555/24-25), uma livraria especializada em livros teológicos. Trabalho com minha esposa, Karen Alixandrino, que, além de teóloga, é também, a pessoa responsável pela parte administrativa e financeira da empresa.

2. Qual a sua formação ministerial? 
R. Minha primeira educação religiosa advém do pentecostalismo clássico. Hoje sou pastor em comunidade livre. 

3. Há quantos anos você trabalha no mercado evangélico e quanto tempo na empresa atual?
R. Comecei atuar no mercado de livros evangélicos em 2001. Como proprietário, desde 2010. 

4. Fale um pouco sobre o seu trabalho na livraria e sua opinião sobre a leitura no Brasil? 
R. Bom, nossa livraria surge com a proposta de atendimento teológico especializado, que começa pela escolha dos títulos ofertados ao cliente. O grande diferencial é a consultoria de acordo com a necessidade apresentada pelo cliente, tendo como orientação sua tradição específica. Infelizmente, no chamado mercado gospel, 80% do que é comercializado gira em torno de autoajuda, quando não, o misticismo da “batalha espiritual”. Por convicção, obviamente não mercadológica, não comercializamos este tipo de literatura, cientes dos riscos que corremos, pois este tipo de livro, majoritariamente, mantêm o mercado evangélico. Sobre a leitura no mercado religioso, sou mais otimista do que a 15 anos. Hoje temos comunidades que, através de suas lideranças, incentivam a partir do púlpito seus membros à leitura. Em Belo Horizonte, temos bons exemplos. 

5. Você acredita que o brasileiro lê pouco? O que pensa sobre isso?
R. A leitura no Brasil quando comparada com outros países, fica bem abaixo da média. Uma recente pesquisa mostrou que: “o brasileiro dedica, em média, apenas 5 horas e doze minutos por semana para a leitura de livros”. Ao que parece, a preferência nacional é mesmo ver televisão (18 horas e quinze minutos), neste quesito nos classificamos na oitava posição e ouvir rádio (17 horas semanais). Também surpreende o apetite do brasileiro para a internet, por aqui se gasta em média 10 horas e trinta minutos semanais com fins não profissionais, o que nos coloca na nona posição do ranking. Esta mesma pesquisa apontou que, no ranking de 30 países, o Brasil ocupa  a 27ª  posição na leitura. 
Dentro desta média do brasileiro, Belo Horizonte está em posição privilegiada em relação à leitura: "A capital mineira é a cidade onde mais lê no Brasil. Segundo dados da pesquisa Target Group Index, do Ibope, 41% dos belo-horizontinos leram pelo menos um livro nos últimos trinta dias. O número é igual ao registrado em Porto Alegre e maior do que a média nacional, de 33% das cidades pesquisadas”.  Isto também pode ser explicado pela quantidade de livrarias por habitantes, pois: "no ranking de número de livrarias por habitante: são 13.848 belo-horizontinos por estabelecimento. A média recomendada pela Unesco é de uma livraria a cada 10.000 habitantes”. 

6. Na sua opinião, o que precisa mudar para que os cristãos brasileiros passem a ler mais livros? O que está faltando?
R. Penso que esta indisposição com a leitura é um fenômeno cultural e como brasileiros que somos não saímos ilesos. Entretanto, também sou testemunha de que isto pode ser trabalhado na educação religiosa ou no discipulado. Na minha experiência, enquanto livreiro, temos visto transformações que nos deixam maravilhados, não só em termos quantitativos, mas também qualitativos.  É comum recebermos clientes que entram na livraria lendo “Bom dia Espirito Santo” ou “Ele veio para libertar os cativos” e os trocam por autores como: Bonhoeffer, Brakemeier, John Sttot, Wright e tantos outros. Mas de modo geral, isso pode ser promovido a partir dos púlpitos das comunidades, pois creio que, as lideranças têm um papel importante no incentivo à leitura. Até para isso é preciso que estes líderes mesmo melhorem seu repertório de leitura, não se pode recomendar o que não se lê. Ora, para combater o analfabetismo teológico, é preciso um engajamento. Sou pastor há 20 anos, mesmo em comunidades de periferia onde pastoreei tivemos bons resultados quando incentivamos a leitura.

7. Qual a sua opinião sobre os livros da Editora Sinodal?
R. Minha relação com a literatura da Editora Sinodal vem desde 2001. Seus livros têm trazido boas contribuições à formação teológica no Brasil,  principalmente para aqueles que almejam uma leitura mais acadêmica daquilo que é  produzido no velho continente.  Também estou ciente de que suas contribuições ainda podem melhorar, pois seus autores nacionais, professores vinculados a Faculdades EST, que possui parceria com a editora, possuem acesso a boas leituras estrangeiras que, podem em muito, elevar o nível de nossas leituras no Brasil caso fossem traduzidos. 

8. Que livro da Sinodal você indicaria para as pessoas que estão iniciando a vida de leitor?
R. Acredito que indiferente da tradição religiosa da qual faça parte, as obras do pai da espiritualidade moderna -  Dietrich Bonhoeffer -  precisam ser conhecidas, principalmente “Vida em comunhão”, “Discipulado” e “Tentação”. Outro autor da editora que indico muito para os leitores da livraria é Gottfried Brakemeier. Sua habilidade em comunicar temas complexos com didática e aplicação pastoral é incrível. Ele tem um poder de síntese invejável, consegue ser profundo sem ser complicado.

9. Para leitores críticos e de gosto apurado, quais livros da Sinodal você indicaria?
R. Então, para leitores mais críticos, a Sinodal tem muita coisa a oferecer: a Introdução ao AT e Teologia do AT, de Werner H. Schmidt, são leituras importantes. Mas nos últimos anos, tenho recomendado muito o livro “Historia Social do Protocristianismo”, e no final do ano que passou, a Sinodal publicou dois livros que não podem faltar nas bibliotecas particulares: “Deus dos Vivos”, de Reinhard Feldmeier e Hermann Spieckermann, e também “Introdução a Hermenêutica do Antigo testamento” ,de Pablo R. Andiñach. Acho que cometeria um sacrilégio se não mencionasse o importante livro sobre eclesiologia neotestamentária “Igreja no Novo testamento”, de Jürgen Roloff. 

10. Uma palavra final sobre sua visão e missão pessoal como cristão, leitor, pastor e teólogo sobre a importância da leitura na igreja cristã.
Bom, eu acredito que além da vocação pastoral, também tenho uma vocação para trabalhar com livros. Até acho que na eternidade vou continuar como livreiro, possivelmente as pessoas vão comprar sem dinheiro... rs. Este ofício, enquanto livreiro, demanda acima de tudo ética. O espírito mercadológico neste seguimento é sedutor, principalmente em um mercado caracterizado pelo amadorismo. Eu acredito que o trabalho também é um culto a Deus, o fato de nossa atuação profissional não estar circunscrita ao espaço das manifestações cúlticas, não implica ausência de espiritualidade. Sei que Deus não espera por mim para encontrá-lo, mas vem ao meu encontro nas experiências enquanto profissional. Penso que a experiência da leitura é uma sensação de termos uma grande nuvem de testemunhas à nossa volta. A fé cristã é acima de tudo, uma fé histórica, que chegou até a nós através de ricas tradições e os livros são formas de preservar esta riqueza, viabilizando seu conhecimento. Acredito que faz parte da vocação cristã a leitura, afinal de contas, a palavra sagrada se fez livro. Buscar por instrumentalidade deveria ser a convicção primeira da liderança, não se acomodar jamais às leituras do período de preparação ministerial em um seminário teológico ou achar que a leitura do texto bíblico sem o auxílio de outros olhares responderá nossas necessidades. São Tomas de Aquino já advertia sobre o perigo de um homem de um único livro. No segundo século da igreja (170-180 d.C.), Melitão, bispo da igreja de Sardes, foi questionado por um membro de sua igreja, sobre a quantidade de livros sagrados da primeira aliança aceitos pela igreja. O mesmo não soube responder pelas circunstâncias da época, mas a pergunta o “moveu” a sair em uma viagem da Ásia Menor à terra de Israel para pesquisar e trazer a resposta para sua comunidade.  Penso que as perguntas no seio da comunidade ainda precisam “mover” os cristãos a uma peregrinação através da leitura, a começar por aqueles que compõem o governo da igreja. É trágico na caminhada cristã, quando as perguntas já não promovem um movimento em direção às respostas propostas por séculos do labor teológico. 

Uma boa reflexão do Pastor e Livreiro Eneas Alixandrino a respeito da importância da leitura de bons livros para o aprimoramento e crescimento espiritual.